Mesmo Depois De Serem Despedidos Alguns Pilotos Da Air India Continuaram A Voar

Anúncios:

Em notícias chocantes, alguns pilotos da Air India continuaram a voar um dia depois de serem demitidos na quinta-feira, sem perceber que a companhia aérea os havia deixado ir. A notícia veio depois que a Air India jurou não demitir nenhum funcionário, optando por uma ampla licença sem programa de pagamento. Até agora, a Air India dispensou 57 pilotos, muitos dos quais apelaram para os tribunais.

Air India Getty
A Air India dispensou vários pilotos que haviam se demitido anteriormente, mas depois retiraram suas demissões. Foto: Getty Images

Pilotos demitidos ainda voando

Em um movimento chocante, a Air India demitiu 57 pilotos após afirmar publicamente que nenhum emprego seria perdido durante a pandemia. Entretanto, esta não foi a notícia mais chocante. De acordo com a Associação de Pilotos Comerciais da Índia, um piloto foi obrigado a voar um dia após ter sido dispensado, voando de Delhi para Bangalore em 14 de agosto.

Air India
A Air India pediu a um piloto para voar de Delhi para Bangalore, apesar de ter sido dispensado no dia anterior. Foto: Airbus

Alguns relatórios afirmam que outros pilotos também voaram na sexta-feira, sem saber que haviam sido dispensados no dia anterior. Isto levanta uma miríade de preocupações, incluindo o estado mental dos pilotos e a validade dos seguros, já que o piloto não era mais um funcionário da Air India.

Anúncios:

A remoção dos pilotos também resultou em atrasos nos vôos de Vande Bharat, com um vôo da Arábia Saudita atrasado devido ao piloto ter sido removido de serviço. Parece que a Air India não esperou para remover esses pilotos, já que muitos deles deveriam voar nos próximos dias, desordenando os horários há muito planejados.

Políticas complicadas

A causa raiz deste conflito são as complexas políticas da Air India. A primeira política é a nova licença sem plano de remuneração (LWP) da empresa aérea. Sob esta política, a Air India pode pedir aos funcionários que tirem entre seis meses a dois anos de folga sem remuneração. Esta licença pode durar até cinco anos, uma linha de tempo mais parecida com um período de demissão.

A nova política do LWP foi alvo de fortes críticas, quando a Air India esclareceu que nenhum funcionário seria demitido. Isto veio como um alívio para alguns, ao menos dando aos empregados uma garantia de que eles terão um emprego a longo prazo. Entretanto, a promessa está em questão após os eventos repentinos desta semana.

Anúncios:
Air India Crew Getty
A Air India disse recentemente que não dispensaria nenhum funcionário. Foto: Getty Images

A segunda política é a política de demissão padrão da Air India. Segundo fontes, pelo menos 48 dos pilotos que foram demitidos tinham se demitido anteriormente em julho de 2019, por falta de pagamento de salários. Entretanto, sob a política da Air India, os pilotos podem retirar sua demissão dentro de seis meses, o que os pilotos fizeram. Posteriormente, a Air India aceitou esta retirada e os pilotos permaneceram no cargo.

Entretanto, esta semana, a Air India revogou sua aceitação de retirada e deixou todos os pilotos irem embora, citando restrições financeiras. A mudança foi um choque para muitos depois que a Air India prometeu anteriormente não deixar nenhuma tripulação ir e os elogiou por seu serviço na linha de frente.

Resposta da Air India

Em uma declaração no Twitter, a Air India disse que aceitou as demissões do piloto devido a  restrições financeiras. A companhia aérea também disse que o assunto está atualmente sob litígio, já que muitos pilotos pediram aos tribunais que interviessem. Não está claro se a Air India tem a capacidade de aceitar retroativamente uma demissão que tenha sido retirada.

Anúncios:
Air India Narrowbody
As licitações para a Air India chegam ao fim no final de agosto. Foto: Getty Images

Esta ação dramática vem apenas duas semanas antes das licitações para a Air India se encerrarem. O governo também não tem estado disposto a financiar mais a Air India, preparando-se para a sua venda. Espera-se que o Grupo Tata apresente em breve uma licitação para a companhia aérea, tornando a Air India uma companhia aérea privada mais uma vez.

Anúncios:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Você também pode gostar de